Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Imprensa > O engajamento da Fundaj na questão indígena
Início do conteúdo da página

O engajamento da Fundaj na questão indígena

Publicado: Quinta, 19 de Abril de 2012, 11h09 | Última atualização em Quinta, 20 de Dezembro de 2018, 21h16 | Acessos: 1790

A Fundação Joaquim Nabuco continua engajada, através de seus pesquisadores, em ações de reflexão e estudos sobre a questão indígena. Em 2007, foi parceira no especial produzido pelo Sistema Jornal do Commercio de Comunicação denominado "A retomada indígena". Meses depois, em novembro, a Fundaj promoveu um seminário seguido do lançamento do livro "A Presença Indígena no Nordeste", organizado pelo antropólogo João Pacheco Oliveira, do Museu Nacional.

Mais recentemente, em abril de 2011, a Revista Eletrônica Coletiva, produzida pela Diretoria de Pesquisas Sociais da Fundaj, dedicou uma edição inteira aos "Índios no Nordeste". 

Dando continuidade a essas iniciativas, a Fundaj lançará este ano o “Atlas das Terras Indígenas do Nordeste, Minas Gerais e Espírito Santo”,organizado pelos antropólogos Marcondes Secundino e João Pacheco de Oliveira, com selo da Editora Massangana. A instituição também negocia um novo projeto de pesquisa em parceria com o Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social (PPGAS/Museu Nacional/UFRJ) e o Departamento de Antropologia e Museologia da UFPE.

Confira, abaixo, reportagem produzida pelo Portal NE10 sobre o Dia do Índio, neste 19 de abril de 2012, que teve a participação do pesquisador Marcondes Secundino e remete ao Especial produzido pelo JC Online "A Retomada Indígena". Reveja também o Especial "Índios no Nordeste" produzidopela Revista Eletrônica Coletiva.

:: Reportagem de 19 de abril de 2012 no Portal NE10 (que remete ao Especial A Retomada Indígena)

:: Os Índios no Nordeste (Revista Eletrônica Coletiva)

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página

Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o fundaj.gov.br, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de privacidade. Se você concorda, clique em ACEITO.