Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Pesquisas em Andamento > DIPES > Produção Institucional da Fundação Joaquim Nabuco sobre Relações Étnico-Raciais
Início do conteúdo da página

Produção Institucional da Fundação Joaquim Nabuco sobre Relações Étnico-Raciais

Publicado: Quinta, 19 de Novembro de 2020, 15h10 | Última atualização em Quinta, 19 de Novembro de 2020, 15h10 | Acessos: 1214

Pesquisa:
Produção Institucional da Fundação Joaquim Nabuco sobre Relações Étnico-Raciais 

Responsável pelo projeto/atividade:
Coordenadores
Joanildo Burity-Lattes
Janssen Felipe da Silva (UFPE)- Lattes

Equipe envolvida no projeto/atividade:
Joanildo Burity, Carlos Augusto Sant’Anna Henrique Cruz, Jefferson Lindbergh, José Luiz Silva – Fundaj; Janssen Felipe da Silva, Aline Renata dos Santos, Camila Ferreira da Silva – UFPE

Parcerias:
UFPE

Breve descrição:
Este projeto fará um levantamento e balanço crítico da produção institucional em pesquisa, formação, formação de acervos, publicações, ações de incidência pública e de difusão cultural, no período desde a criação da Fundação Joaquim Nabuco, com foco na contribuição identificável para a temática das relações étnico-raciais no Brasil. A produção institucional será identificada em termos de documentos de projetos e políticas institucionais, relatórios de pesquisa, projetos de cursos, publicações, trajetória e políticas de formação de seus acervos, exposições, mostras e eventos. Estes materiais serão definidos como institucionais por se originarem em instâncias de gestão ou na produção de pesquisadores e técnicos realizada como parte da programação aprovada de projetos e atividades. A análise desta produção procurará identificar conexões possíveis com a agenda contemporânea da educação e da promoção da igualdade étnico-racial. O projeto também realizará um balanço crítico desta produção e tentará definir uma linha de base para a proposta de incidência do Programa Institucional no campo das políticas de promoção da igualdade étnico-racial. Um subprojeto focalizará nas perspectivas teóricas que têm orientado as pesquisas que tratam da relação étnico-racial em educação na Fundaj nos últimos dez anos e suas contribuições. Na análise e discussão dos dados serão realizados seminários de socialização com estudantes e professores do Curso de Pedagogia da UFPE (Caruaru) e pesquisadores da Fundaj.

OBJETIVO:

Sistematizar a produção institucional em pesquisa, formação, divulgação científica e difusão cultural sobre relações étnico-raciais desde a criação da Fundaj
Identificar e caracterizar os problemas, os objetos, os sujeitos e campos empíricos das pesquisas;
Identificar e caracterizar os marcos teórico-metodológicos das pesquisas;
Identificar elementos para uma contribuição institucional ao debate sobre as políticas de promoção da igualdade racial e sobre a aplicação destas no campo da educação.
Interrogar criticamente este legado institucional à luz das agendas intelectual, estatal e dos movimentos sociais contemporâneas.

Justificativa:
A Fundação Joaquim Nabuco tem uma histórica associação com o tema das relações étnico-raciais, tanto na contribuição seminal de Gilberto Freyre quanto na trajetória de suas várias áreas. É importante realizar um balanço da produção institucional em todas as suas áreas, para definir uma linha de base para a comparação com o debate contemporâneo, a reflexão crítica e a pretendida incidência que o programa institucional se propõe a realizar. Esta sistematização dará visibilidade ao legado institucional e permitirá definir onde é preciso ir além dele.

O projeto permitirá ainda uma aproximação com a formação de professores, em especial, dos estudantes do Curso de Pedagogia do Centro Acadêmico do Agreste da UFPE.

Público-alvo:
Acadêmico; gestores públicos das áreas de educação e cultura em nível nacional; organizações não-governamentais atuantes da promoção da igualdade étnico-racial; movimentos sociais negro, indígena e interreligioso

Abrangência:
Nacional

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página

Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o fundaj.gov.br, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de privacidade. Se você concorda, clique em ACEITO.